segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Sempre preferi pessoas que me equalizassem...

Como tudo na vida, a escolha de quem fica conosco (seja em nossas rodas de conversa, nossos relacionamentos amorosos conturbados ou os colegas entediantes de serviço) sempre está baseada em algo, e meus fundamentos nunca foram diferentes dos demais. Até um tempo atrás.
Particularmente, sempre preferi pessoas que me equalizassem em tudo. Isto é, pessoas totalmente contrárias à mim, que possuíam talvez até mesmo princípios diferentes, estas sempre me cativaram, pode ser que por conta do clichê "Os opostos se atraem" ou qualquer uma dessas bobagens de pessoas metódicas e sem pensamento autônomo. Gostei sempre de pessoas pacientes, de humor "branco", parcialmente caseiras, nada artísticas e totalmente estáveis. Sim, completamente equalizáveis à minha pessoa pouco previsível. Mas devo assumir que sempre houve uma certa atração implícita nas piadas daqueles com humor negro e me aproximava sem querer daquelas que se encontravam na arte. E recentemente pude perceber que, as melhores pessoas são aquelas que acrescentam algo. Como? Aquelas que tem uma falta de paciência parecida com a sua, ou as que seguem as mesmas teorias e princípios que você. E essas são as que realmente fazem valer a pena, mesmo que acabem equalizando-o sem que note, pois não há nada melhor que alguém que o defina. E ao mesmo tempo, sequer possui tantas compatibilidades.
Postar um comentário