quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Que sejamos exatos

Há momentos em que é possível se dar conta de que alguém apareceu para somar nossos momentos intensos e subtrair nossas preocupações. Mas o ponto aqui é que pela primeira vez, me decidi por dividir. Dividir com você um chopp, enquanto o garçom nos observa rir como se fosse impossível equalizar o tom da diversão que insistia em ser exposta. Dividir com você histórias, desde as que permearam minha infância às que se fazem presente no cotidiano enquanto não estamos juntos. Dividir com você meus amigos, já que são coadjuvantes de minhas maiores histórias e os criadores de boa parte de minha vida. Dividir com você minhas madrugadas, confundindo as entrelinhas com as metáforas de suspiros. Dividir com você minhas manias, que descrevem toda minha personalidade. Dividir com você meus apegos, meu afeto não usual e meus beijos mais exasperados. E então, dividir com você minha vida, mostrando que desde que chegou tudo o que quis foi multiplicar os segundos ao seu lado.
Postar um comentário