segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Deixe-o planejar

Ele não abre a porta do carro para você, não leva flores, não manda mensagens fofas durante a noite, não a presenteia com frequência. E você se sente culpada por gostar dele.
Mas como dizem, cada um é de um jeito, e sei que todos os outros eram passivos de suas exigências, e seus caprichos. E você os abandonou, encontrou defeitos inexistentes e exigiu detalhes inalcançáveis. Então dessa vez, segure! Ele é diferente, te faz gargalhar com uma facilidade jamais encontrada, te deixa sem chão sem esforço algum e por incrível que pareça, faz com que você se sinta mais especial que qualquer outra que já teve.
Priorize suas qualidades, ele a deixou dirigir sua moto -que jamais havia sido guiada por outro alguém-, ele a cativou com seu gosto musical, afinal, quem ouve Joplin, Floyd e Hendrix nas condições atuais? Segure, mas segure com força! Seus amigos a adoram, e conhece o histórico, você acabou sendo exatamente quem é e funcionou. Sua jaqueta favorita está em torno de seus braços, qual outra a usou? Por você ele passou a ouvir jazz e aprendeu a dançar calmamente, parou para pensar quantas vezes ele já aprendeu pela primeira vez? Exatamente. É com você que ele quer passar o domingo a noite, é de você que ele precisa para esquecer todas histórias mal consignadas de noites insanas. E você quem ele ensinou a beber seus drinks de adolescência confusa e com você ele aprendeu a ler sem obrigação. 

Portanto, não solte dessa vez, porque se ele não abre a porta do carro, é porque suas mãos estão ocupadas procurando sua música favorita para que entre no carro e se deixe levar pelo momento criado. Se durante a noite as mensagens não aparecem, é porque está ocupado lendo os textos que aprendeu com você. Se os presentes frequentes não aparecem, é porque não quer ser mais um ao lado dos que você coleciona de forma intuitiva. Então acredite quando ele diz que dessa vez vai ficar.
Postar um comentário